RECOMENDAÇÕES DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE REPRODUÇÃO HUMANA (SBRH) COM RELAÇÃO A GESTAÇÃO E COVID-19

Devido ao momento atual da pandemia de Covid-19 no Brasil, aos potenciais riscos aumentados desta doença em gestantes e à relação inversa entre idade da mulher e as chances de obter uma gestação saudável, a SBRH recomenda que a avaliação de engravidar, neste momento, seja individual e discutida caso a caso com seu gineco-obstetra. Alguns aspectos importantes devem ser ponderados:

1) Mulheres jovens (até 35 anos) e com boa reserva ovariana podem postergar a gestação e aguardar a melhora da curva da pandemia ou as duas doses da vacinação.

2) Mulheres com mais de 35 anos ou com a reserva ovariana reduzida podem tentar engravidar, mantendo ao máximo os cuidados de distanciamento social e prevenção do contagio (máscaras, higiene, álcool-gel etc). Caso não se sintam seguras para engravidar neste momento e tenham possibilidade e acesso, avaliar a opção de congelamento de óvulos ou/embriões.

3) Com relação à vacinação em gestantes, apesar de termos poucos estudos específicos, as evidencias atuais apontam que os riscos de contrair a doença parecem ser muito maiores do que qualquer risco associado às vacinas (independente de qual fabricante seja). Desta forma, recomendamos às gestantes pertencentes a grupos de risco (comorbidades e profissionais com maior risco de contágio) que façam uso da vacinação. As demais gestantes devem aguardar a liberação da vacinação para grávidas pelo Ministério da Saúde, o que acreditamos deverá ocorrer em breve, devido ao aumento na gravidade da evolução desta doença em gestantes no território brasileiro.

 

CONFIRA NOSSO FLUXOGRAMA SIMPLIFICADO: